17 de maio de 2014

um poema de Lawrence Ferlinghetti

O MUNDO É UM ÓTIMO LUGAR


           O mundo é um ótimo lugar
                                                            pra se nascer
se não te importa que a felicidade
                                                             nem sempre tenha
                                                                                               muita graça
              se não te importa um quê de inferno
                                                                de quando em quando
                                      justo quando tudo vai bem
                                                      pois nem mesmo nos céus
                                          se canta o
                                                                   tempo todo

            O mundo é um ótimo lugar
                                                             pra se nascer
se não te importa que alguns morram
                                                                 o tempo todo
                      ou sofram só de fome
                                                             parte do tempo
                o que não é tão mau assim
                                                               se não é com você

Ah o mundo é um ótimo lugar
                                                        pra se nascer
        se não te importam
                                                     algumas mentes mortas
                   nos postos mais altos
                                                            ou uma bomba ou duas
                          de quando em quando
                                                                     nas suas caras pasmas
ou tais outras inconveniências
                                                       que vitimam a nossa
                            sociedade Marca Registrada
                                                               com a distinção de seus homens
        e seus homens de extinção
                                                          e seus padres
                  e outros patrulheiros

                                                           e suas várias segregações
e investigações parlamentares
                                                           e outras prisões
                   de ventre que nosso torpe
                                                          corpo herda

Sim o mundo é o melhor dos lugares
                                                         para tantas coisas como
                encenar diversão
                                                  e encenar amor
e encenar tristeza
                         e cantar baixarias e se inspirar
             e dar umas voltas
                                             olhando de tudo
                                                                        e cheirando flores
       e cutucando estátuas
                                               e até pensando
                                                                           e beijando as pessoas e
               fazendo filhos e usando calças
                                                                            e acenando chapéus e
                                                            dançando
                               e nadando nos rios durante
                                             piqueniques
                                                      no meio do verão
                       e no sentido amplo
                                                        "vivendo até o fundo"
Sim
     mas bem no meio disso chega
                                                             então sorrindo o

agente funerário


*****

de Lawrence Ferlinghetti.
 Tradução de Nelson Ascher.
 In: "Vida sem fim - as minhas melhores poesias", Editora Brasiliense, 1981.

Um comentário:

Beverley de Graustark disse...
Este comentário foi removido pelo autor.