15 de janeiro de 2011

      "As paixões humanas são misteriosas, e as das crianças não o são menos que as dos adultos. As pessoas que as experimentaram não as sabem explicar, e as que nunca as viveram não as podem compreender. Há pessoas que arriscam a vida para atingir o cume de uma montanha. Ninguém é capaz de explicar por quê, nem mesmo elas. Outras arruínam-se para conquistar o coração de uma determinada pessoa que nem quer saber delas. Outras, ainda, destroem-se a si mesmas porque não são capazes de resistir aos prazeres da mesa – ou da garrafa. Outras há que arriscam tudo o que possuem num jogo de azar, ou sacrificam tudo a uma idéia fixa que nunca se pode realizar. Algumas pensam que só podem ser felizes em outro lugar que não naquele onde estão e vagueiam pelo mundo durante toda a vida. Há ainda as que não descansam enquanto não conquistam o poder. Em suma, as paixões são tão diferentes quanto o são as pessoas.

      A Paixão de Bastian Baltasar Bux eram os livros."



- A história sem fim, Michael Ende.

Editora Martins Fontes. Tradução de Maria do Carmo Cary.

2 comentários:

Í.ta** disse...

há! que livro maravilhoso, não? ah, o bastian. encantador.

abração.

Ana Kita disse...

Nossa que delícia de trecho! Adorei, adorei!

Não conheço o livro, tampouco o autor :$, mas ficou gravado, parece interessantíssimo!

Por sinal, embora eu não venha comentando muito tenho gostado muito das referências, e digamos assim, indicações que cá tem colocado! ;)

Beijos, beijos!
Ana

P.S.: Não tenho certeza que não desejei feliz 2011 ainda, mas para garantir: ótimo (novo) ano! ;D