28 de junho de 2009

Trecho XXXVII (De um livro inexistente)

A noite morre
Vadia.
A noite morre
Vazia
A noite morre
Aos pés do dia.

2 comentários:

Robson disse...

Cara

Que bom encontrar teu blog... muito massa mesmo.

valeu

Jessica disse...

Olá!
Entendi seu comentário sim, não se preocupe. Obrigada pelos elogios.
=)