6 de dezembro de 2009

sem estrelas

à saída da boate
o carro, com imaginação automática
4 bocas, beleza hidráulica
e pernas turbinadas
arrancou,
ao som de gritos eletrônicos
e uivos techno,
deixando marcas
e estampas coloridas
sobre o asfalto

4 comentários:

Thiago de Freitas Peixoto disse...

Gostei!Anotou a Placa?
abraço!

Eduardo Silveira disse...

HAHAHAHAA, boa

Jumbriano disse...

do jeito que está hoje, provavelmente era um biflex.

Eduardo Silveira disse...

hahhaa :D