17 de abril de 2011

rosa me dizendo que amizade dada só pode ser amor,
mas o que dizer desses encontros furtados
choques cotidianos de gentes com pressa
esse oi tudo bem
sim, tudo ótimo
onde o amor nessa retórica torta
contra a qual não se reclama
como não desarmar-se, sorrir
diante de quem
pergunta tá tudo bem
sim
até mais ver

não, nada bem
a noite está triste
inverti meu coração
e todo dia desperto
com essa vontade
de inventar a roda
de se jogar do bonde

de procurar o amor
nas mais inacessíveis
e vítreas coisas

essa mania de ser
porto encravado no deserto

4 comentários:

Fernanda Hauptmann disse...

encantador de uma maneira real e sincera.

Camila F. disse...

humm... que chique. inspirado em Guimarães Rosa, rs.

muitcho bom, o poema.

beijo

Carol Rosa disse...

dificil saber o que dizer, então sorrimos criando uma escapadela

Amanda disse...

essa mania da gente é coisa que ninguém tira...

uma lindeza edu

beijo