15 de fevereiro de 2012

anibal cristobo

amei,

------


PUZZLE DE MONTANHAS CHINESAS
 
Uma chuva dispersa, disposta
no nonsense: sobre a alfombra
tomávamos o chá e ordenávamos
desde nossa destreza, os fragmentos
de bruma. "O olho, a sensação
da memória recente: tudo isso
 
como uma porcelana
ou um bambu, crescendo sob o ritmo da conversa,
nosso próprio ideograma."
 
Outro idioma: a relação, revelação
do trabalh e a forma.
A cabana no alto.
 
Nosso jogo: uma acumulação
de diferenças,
uma imagem perdida,

---------

anibal cristobo.

--------

obrigado, samia! 

2 comentários:

Beverley de Graustark disse...

Em grego deve ser melhor (3)

Anônimo disse...

eu gostei, eduardo.

um abraço


tirelli